Goioerê, quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020 ESCOLHA SUA CIDADE
20/01/2020

História dos Samurais - Sensei Jerimoto Gaspar do Santos

História dos Samurais - Sensei Jerimoto Gaspar do Santos

História dos Samurais

 

Hoje sairemos um pouquinho do karatê para falarmos sobre os Samurais, pois se trata de uma arte marcial japonesa tanto quanto o karate, são de épocas dististintas , mas com princípios  filosóficos que os fazem  se tornarem muito próximo.

Os Samurais existiram por quase 8 séculos (século VIII ao XV), ocupando o mais alto status social porquanto existiu a ditadura militar nipônica denominada Shogunato. Pessoas treinadas desde pequenos para seguir o Bushido, o caminho do guerreiro.
O samurai era uma pessoa muito orgulhosa, tanto que se seu nome fosse desonrado ele executaria o seppuku, era preferível morrer com honra do que viver sem honra.
Seppuku, suicídio honrado de um samurai em que usa uma tanto (faca) e com ela enfia no estômago e puxa para cima cortanto tudo o que tem por dentro. Uma morte dolorosa e orgulhosa.

Inicialmente, os samurais eram apenas coletores de impostos e servidores civis do império. Era preciso homens fortes e qualificados para estabelecer a ordem e muitas vezes ir contra a vontade dos camponeses.

Posteriormente, por volta do século X, foi oficializado o termo "samurai", e este ganhou uma série de novas funções, como a militar. Nessa época, qualquer cidadão podia tornar-se um samurai, bastando para isso adestrar-se no Kobudo (artes marciais samurais), manter uma reputação e ser habilidoso o suficiente para ser contratado por um senhor feudal. Assim foi até o xogunato dos Tokugawa, iniciado em 1603, quando a classe dos samurais passou a ser uma casta. Assim, o título de "samurai" começou a ser passado de pai para filho.

Um grande samurai foi Miyamoto Musashi, um guerreiro que veio do campo, participou da batalha de Sekigahara e iniciou um longo caminho de aperfeiçoamento. Ele derrotou os Yoshioka em Kyoto e venceu o grande Sasaki Kojiro, outro grande samurai.
Pelo fim da era Tokugawa, os samurais eram burocratas aristocráticos ao serviço dos daimyo, com as suas espadas servindo para fins cerimoniais. Com as reformas da era Meiji, no final do século XIX, a classe dos samurais foi abolida e foi estabelecido um exército nacional ao estilo ocidental. O rígido código samurai, chamado bushido, ainda sobrevive, no entanto, na atual sociedade japonesa, tal como muitos outros aspectos do seu modo de vida.

Os Samurais, como classe social, deixaram de existir em 1868, com a restauração Meiji, quando o imperador retomou o poder do país.
Seu legado continua até nossos dias, influenciando não apenas a sociedade japonesa, mas também o ocidente

Na próxima semana falaremos sobre o Bushido, um forte abraço, Oss!

 

Cidade Portal - O Seu Portal de Notícias!
** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Cidade Portal pelo WhatsApp (44) 99979-8991 ou entre em contato pelo (44) 3522-7297

 

Fonte: Sensei Jerimoto

Sensei Jerimoto Gaspar dos Santos

Sensei Jerimoto Gaspar dos Santos

Escreve sobre Karate

Sensei Jerimoto Gaspar dos Santos,  Faixa Preta Nidan, proprietário da Academia Nintai de karatê do tradicional , filiado junto à , Federação de karatê-do Tradicional do Paraná, Confederação brasileira de karatê tradicional e Federação Internacional de Karatê Tradicional.

Professor à 20 anos, atuando nos municípios de Rancho Alegre d'Oeste e Juranda, Campo Mourão e Foz do Iguaçu,  nascido em Goioerê, casado, pai de uma filha. Nesta coluna, vamos trazer as origens, raises, filosofias e realmente o que é Karatê Tradicional e os benefícios que proporciona através da prática correta para a formação de seus praticantes.

Ler mais notícias

OPINE!

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. © 2017. Todos direitos reservados. Jornalista Responsável - Jairo Tomazelli - 0011632/PR

Desenvolvido por Cidade Portal