Goioerê, domingo, 27 de setembro de 2020 ESCOLHA SUA CIDADE
27/06/2020

A desobediência a Deus - Pr. Pedro R. Artigas

A desobediência a Deus - Pr. Pedro R. Artigas

A desobediência a Deus

 

Pr. Pedro R. Artigas

 

Vamos hoje estudar um pouco a respeito da desobediência a Deus, e que começa com nossa desobediência nas coisas da vida terrena, e entender que a desobediência é um pecado. Se lermos Primeiro Samuel capítulo 15, versículo 23 com atenção veremos que Saul desobedeceu a Deus, e o profeta comparou isto ao ato de feitiçaria: “Pois a rebeldia é como o pecado da feitiçaria, e a arrogância como o mal da idolatria. Assim como você rejeitou a palavra do Senhor, ele o rejeitou como rei".

Estamos em quarentena e isolamento social devido a pandemia de COVID 19, que tem  contaminado milhões de pessoas ao redor do mundo e aqui no Brasil, e mais acuradamente em nossa cidade não é diferente. Todos os dias as notícias nos relatam novas vítimas dessa doença, e os nossos governantes vem pedindo que não nos reunamos nem façamos festa neste período, e o que temos visto? A desobediência social, onde as pessoas parecem acreditar que nunca chegará até elas a doença, e continuam a se reunir, a festar. O que se poderia tranquilamente obedecer, se faz necessário o uso da lei para impedir que as pessoas fiquem doentes. Que usem a máscara como forma de proteção, como novamente a desobediência se faz presente teve então o governo municipal de impor multa a quem estiver em vias públicas sem máscara. Não seria mais fácil obedecer?

Quando lemos o livro de Gênesis em seu início vemos que a causa da queda do homem de seu estado de vida eterna foi a desobediência que ele praticou contra Deus, ao obedecer a informação da Serpente. Não adiantou alegar que foi Eva que o levou a pecar, todos foram punidos.

Na Cartade Hebreus capítulo 2, versículos 1-3,  a palavra nos ensina que se não vigiarmos, as fortes correntes do mundo nos desviarão do nosso curso em direção ao porto da salvação de Deus, leiamos o texto: “Por isso é preciso que prestemos maior atenção ao que temos ouvido, para que jamais nos desviemos.Porque se a mensagem transmitida por anjos provou a sua firmeza, e toda transgressão e desobediência recebeu a devida punição,como escaparemos nós, se negligenciarmos tão grande salvação? Esta salvação, primeiramente anunciada pelo Senhor, foi-nos confirmada pelos que a ouviram”.

Aqui está nosso problema, por não obedecermos às normas, leis e pedidos de nossos governantes, como infelizmente também o fazemoscom os pedidos de nossos pais, tornamo-nos negligentes para com as ordenanças de Deus. E os pecados que cometemos contra seu generoso amor são para ser mais temidos que os temidos debaixo da lei. Negligência é equivalente a rejeitar. Ora se nos submetemos aos caprichos do pecado com naturalidade e até certo apego, estamos negligenciando o Amor e o Poder de Deus em nossas vidas.

Quando achamos que não há tanta importância em pecar, pois afinal todos pecam, estamos caindo no perigoso pântano do engano, e estamos sendo iludidos por Hipócrita, como descrito no conhecido livro e no filme o Peregrino.

O texto de Segundo Crônicas capítulo 7, versículo 14 vemos que o povo de Israel deveria cumprir quatro condições, antes de receber a restauração das bênçãos divinas. A primeiradelas era humilhar-se, que quer dizer tornar-se humilde, condição essencial na vida de todo cristão, saber obedecer. Orar, era a segunda condição imposta por Deus para que o povo recebesse as bênçãos divinas, precisamos também hoje sabermos orar de maneira que a presença de Deus se torne em nós verdadeira, e saibamos presenciar sua divindade em nós. Buscar a Deus, era a terceira condição, e será que sabemos hoje buscar a Deus? Ou estaremos como crianças nos batendo de lado a lado para tentarmos reconhecer a voz de Nosso Senhor e Salvador, leiamos o texto: “Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seusmaus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra”.

Quando Jesus falou ao povo ele disse que suas ovelhas reconhecem sua voz, conforme lemos no Evangelho de João, capítulo 10, versículos de 3 a 5, ou seja, não preciso ficar buscando nada diferente pois conheço a voz do meu Senhor, e sei que sua proteção é majestosa para mim, vejamos o texto: “O porteiro abre-lhe a porta, e as ovelhas ouvem a sua voz. Ele chama as suas ovelhas pelo nome e as leva para fora. Depois de conduzir para fora todas as suas ovelhas, vai adiante delas, e estas o seguem, porque conhecem a sua voz. Mas nunca seguirão um estranho; na verdade, fugirão dele, porque não reconhecem a voz de estranhos”.A isto podemos chamar de obediência à palavra de Deus, e para obedecermos à Deus precisamos aprender a obedecer às leis de nosso País, Estado e Município, como também obedecer aos ensinamentos que nos foram transmitidos por nossos pais.

E por último no texto de Segunda Crônicas, converter-se de seus maus caminhos, não podermos seguir a Cristo e continuar com nossas atitudes antigas, ou tentar fingir que estamos nos renovando, precisamos sair, romper com as atitudes antigas que somente nos fazem mal. Dar atenção, vista ou permitir que pecado ande ao nosso lado é perigoso e fora dos propósitos de Deus. Ou estaremos como o homem insensato, pois ouviu a Palavra e continuou a viver como vivia.No código penal existe um artigo que diz associação ao tráfico, é a mesma coisa que traficar.

Amados, nossas atitudes é que irão determinar nossa condição de vida e de conhecimento de Deus. A Bíblia por toda sua leitura nos adverte que precisamos estar alertas, vigilantes. Precisamos ser encontrados íntegros, pois Ele virá como ladrão que não escolhe hora. Voltemos ao Senhor, busquemos sua Graça, Poder e Maravilha e tenhamos uma vida renovada, pois Ele nos espera de braços abertos, se formos obedientes, como prometido. Shalom.

Fonte: Pr. Pedro R. Artigas

Pr. Pedro R Artigas

Pr. Pedro R Artigas

Escreve sobre Contato Pastoral

Pedro Rivadavia Artigas 

Pastor Metodista formado em 1985 pelo CEMETRE 

Especializado em Aconselhamento Familiar 

Formado em Técnico Químico em 1969 - Colégio Osvaldo Cruz - SP 

Especialização em Marketing pela ADVB - SP em 1974 

Atualmente aposentado Cultivando Orquídeas

Ler mais notícias

OPINE!

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. © 2017. Todos direitos reservados. Jornalista Responsável - Jairo Tomazelli - 0011632/PR

Desenvolvido por Cidade Portal