Goioerê, quarta-feira, 24 de abril de 2019 ESCOLHA SUA CIDADE

Mundo

03/03/2017

Presa e queimada viva em fogueira: entenda o horror que motivou crime na Nicarágua

Presa e queimada viva em fogueira: entenda o horror que motivou crime na Nicarágua

Um caso chocou o mundo na última semana de fevereiro. Uma mulher de 25 anos, mães de duas crianças, foi queimada viva na Nicarágua. Parece história da Idade Média, quando mulheres eram jogadas nas fogueiras. Mas, o episódio foi parte de um ritual religioso que supostamente tentava “expulsar espíritos” do corpo de uma mulher em uma igreja evangélica.

Entenda o caso

No dia 15 de fevereiro, Vilma Trujillo foi levada até a igreja evangélica Visão Celestial das Assembleias de Deus, em El Cortezal, noroeste do país, para participar de uma “oração de cura”. Ela teve mãos e pés amarrados e ficou sendo vigiada por Juan Gregorio Rocham, identificado como pastor da igreja, por seis dias.

De acordo com informações do site de notícias da BBC e do jornal La Prensa, no dia 21 de fevereiro, seis dias depois de ter sido mantida presa, ela foi queimada viva. Esneyda del Socorro Orozco, diaconisa da igreja, ordenou que ela fosse “curada por meio do fogo”. Uma fogueira foi feita no pátio da igreja e Vilma jogada nela ainda amarrada.

Posteriormente, a mulher foi levada para o hospital. Mas, com mais de 80% do corpo queimado, não resistiu e faleceu.

De acordo com o marido da vítima, Reynaldo Peralta, a mulher foi levada a força por membros da igreja, porque havia sido acusada de tentar atacar pessoas com um facão. “Ela tomava um remédio dado por um homem que, pelo que fiquei sabendo agora da família dela, a havia estuprado. Desde que começou a tomar o remédio, mudou um pouco comigo”, declarou.

Às autoridades, o pastor disse que Vilma caiu na fogueira depois de o suposto “demônio” ter saído do seu corpo. Cinco pessoas já foram detidas suspeitas de terem participado do crime. A igreja Assembleia de Deus nega reconhecer o homem identificado como pastor.

Fonte: GOIOERÊ | CIDADE PORTAL | VIX

OPINE!

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. © 2017. Todos direitos reservados. Jornalista Responsável - Jairo Tomazelli - 0011632/PR

Desenvolvido por Cidade Portal