Goioerê, sábado, 29 de fevereiro de 2020 ESCOLHA SUA CIDADE

Região

18/09/2017 | Concebido por Assis chateaubriand

Sindicato viabiliza a realização do sonho da casa própria

Sindicato viabiliza a realização do sonho da casa própria

Representar, lutar por conquistas e defender os direitos dos trabalhadores, sempre foi e será o principal papel dos Sindicatos. Mas, além disso, também é preciso pensar no bem estar e na qualidade de vida dos trabalhadores e seus familiares. Foi com este objetivo que o presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores Celetistas nas Cooperativas no Brasil – Fenatracoop e presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Cooperativas de Palotina e Região Sintrascoopa, Mauri Viana Pereira elaborou o projeto habitacional Habitrabs. Um amplo e moderno projeto de construção de casas com padrão acima da média e que dará mais dignidade aos trabalhadores. De acordo com Mauri Viana, que também é membro titular do Conselho Curador do FGTS, o programa prevê a construção de casas, geminadas ou isoladas e apartamentos, conforme a demanda. “Os imóveis terão o valor de na faixa de R$ 95 mil e serão financiados pela Caixa Econômica Federal, através do programa Minha Casa Minha Vida com parcelas que variam de R$ 350 a R$ 460”, revela Viana.

Na tarde da última sexta-feira (15/9), o presidente da Fenatracoop acompanhou o lançamento oficial da construção de 400 casas na cidade de Francisco Alves. Além de Mauri Viana, o lançamento também contou com a participação dos representantes da cooperativa C.Vale Nestor Waskiewicz e Joberson de Lima Silva, do advogado da Fenatracoop Maurílio Viana, o gerente da Caixa Econômica Federal, agencia de Iporã Carlos Eduardo, o Consultor de Habitação da Fenatracoop Paulo Carvalho que é um dos responsável pelo projeto, o sócio proprietário da construtora Volver Michel Franco e Euclides Pereira representando também a sócia proprietária Fabiana Pereira.

As unidades habitacionais que serão construídas na cidade de Francisco Alves, para atender a demanda da cooperativa C.Vale, serão de alvenaria, com dois quartos, sala, cozinha americana, banheiro, varanda, lavanderia. O projeto prevê também jardim, calçadas e acessibilidade. Tudo de melhor, valorizando sempre a qualidade de vida dos trabalhadores e seus dependentes. “Quando o trabalhador deixa de pagar um aluguel de R$ 700 para pagar uma parcela de R$ 350 da sua casa própria, a vida dele já mudou. E tem mais, o trabalhador só vai começar a pagar as prestações,  quando ele pegar a chave de sua casa. E o grande diferencial, é que as casas serão todas mobiliados. Acreditamos que isso vai mudar para melhor a vida dos trabalhadores”, afirma Mauri Viana.

INSCRIÇÕES

Os interessados em realizar o sonho da casa própria, já devem entrar em contato com o sindicato, localizado na Rua 1º de Maio, 1054 ou pelo telefone (44) 3649-3977. Munidos da seguinte documentação:

- Os 3 últimos contracheques (Holerites)

- RG e CPF

- Certidão de nascimento ou casamento

- Comprovante de residência

- Documentos pessoais dos dependentes

Fonte: ASSIS CHATEAUBRIAND | CIDADE PORTAL | ASSESSORIA DE IMPRENSA

OPINE!

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. © 2017. Todos direitos reservados. Jornalista Responsável - Jairo Tomazelli - 0011632/PR

Desenvolvido por Cidade Portal