Goioerê, quarta-feira, 17 de outubro de 2018 ESCOLHA SUA CIDADE

Política

18/12/2017

Temer reclama de especulações quando alguém do Executivo fala com alguém do Judiciário

Temer reclama de especulações quando alguém do Executivo fala com alguém do Judiciário

O presidente Michel Temer reclamou nesta segunda-feira (18) das especulações que, segundo ele, surgem no país quando "alguém do Executivo fala com alguém do Judiciário".

Temer deu a declaração durante um discurso em um almoço com generais das Forças Armadas recém promovidos. Ele afirmou que o Brasil "não tem muito apreço" pela hierarquia, pela organização e pelas instituições.

Em seguida, Temer citou genericamente as especulações sobre encontros entre integrantes do Executivo e do Judiciário. Ele não falou de um caso específico. Frequentemente, o presidente recebe críticas de opositores por receber na residência oficial o ministro Gilmar Mendes, membro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O mais recente desses encontros, que em algumas situações não constam na agenda oficial, ocorreu neste domingo (17).

"Verifico que se alguém do Executivo fala com alguém do Judiciário, isso já gera uma especulação. O que é desmoralizante para quem ouve", afirmou o presidente. "Se eu falo com alguém do Judiciário e sou capaz de influenciá-lo ao ponto dele mudar uma opinião pessoal, ou jurídica, ou científica ou o que seja, é porque ele não se presta para o cargo que exerce", continuou Temer.

 

Elogios às Forças


A uma plateia forma por militares, Temer elogiou o trabalho das Forças Armadas em missões de paz das Nações Unidas, como as realizadas no Haiti e no Líbano. Segundo ele, o Brasil se posicionou no mundo de maneira "positiva" em razão da "presença disciplinada, hierarquizada, organizada das Forças Armadas".

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, também exaltou o trabalho dos militares. Ele disse que, "apesar de todas as dificuldades, que foram ímpares", as Forças Armadas tiveram um ano de conquistas.

"Isso foi conseguido com dificuldade, com crise, mas, sobretudo, pela sua atenção, seu apreço pelas Forças Armadas, senhor presidente", disse o ministro.

 

PUBLICIDADE

Fonte: GOIOERÊ | CIDADE PORTAL | G1

OPINE!

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. © 2017. Todos direitos reservados. Jornalista Responsável - Jairo Tomazelli - 0011632/PR

Desenvolvido por Cidade Portal