Goioerê, segunda-feira, 18 de março de 2019 ESCOLHA SUA CIDADE

Beleza

04/01/2019

Protetor solar em cápsula substitui o produto tradicional?

Protetor solar em cápsula substitui o produto tradicional?

Não. Ele diminui, mas não bloqueia os efeitos nocivos do sol sobre a pele.

Já imaginou não ter mais o trabalho de passar filtro solar no rosto e no corpo todo, nem a necessidade de reaplicá-lo a cada duas horas e muito menos a preocupação de que ele saia da pele quando você entra na água ou transpira muito? Esse é o pensamento que vem à cabeça de muita gente quando vê uma caixinha de protetor solar em cápsulas na farmácia. 

Mas não é exatamente essa a finalidade desse tipo de produto, que não dispensa a proteção tópica quando você se expõe ao sol. Até o momento não existe comprovação científica de que fotoprotetores orais tenham a mesma eficácia dos filtros disponíveis em loção,, creme, gel creme ou spray. 

 Aliás, nunca é demais alertar para a importância de usar protetor solar, já que 70% dos brasileiros admitem que não o aplicam todos os dias, de acordo com uma pesquisa realizada por Lucas Portilho, farmacêutico e diretor científico do Instituto de Cosmetologia e Ciências da Pele.  

Os fotoprotetores orais devem ser complementares aos de uso tópico. Eles ampliam a proteção contra o sol porque agem de dentro para fora do organismo, atuando de forma sistêmica na proteção do DNA celular, enquanto os protetores convencionais atuam localmente na pele. 

As cápsulas, portanto, não têm o poder de barrar a penetração dos raios ultravioletas na pele, como o filto tradicional faz, mas amenizar os danos provocados pela radiação durante e depois da exposição.

 

PUBLICIDADE

Fonte: GOIOERÊ | CIDADE PORTAL | VIVA BEM UOL

OPINE!

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização. © 2017. Todos direitos reservados. Jornalista Responsável - Jairo Tomazelli - 0011632/PR

Desenvolvido por Cidade Portal